Escuta seu coração? Então pare, esse pode ser o órgão errado!

Não me leve a mal, mas ouvir o coração mostra que você pode estar ouvindo o órgão errado!

Acredito muito no valor de um bom check up cardiológico. 

Inclusive, no Brasil temos os profissionais mais atualizados do mundo nesta área…

Porém, infelizmente tem ocorrido aumento dos casos de AVC – Acidente Vascular Cerebral – quase 65 mil pessoas com menos de 45 anos foram vítimas de AVC.

Devido a problemas cardiovasculares e tenho certeza de que este número não é por falta de empenho de nossos maravilhosos cardiologistas.

Até pouco tempo atrás recebi em meu consultório um contador de 54 anos, vamos supor que o nome dele seja João… 

João sempre apresentou uma saúde excelente, principalmente quando avaliado seus índices de gordura no sangue.

Porém, para a surpresa de João, um exame de imagem (EcoDoppler) revelou uma série de placas de gordura em artérias importantes por desenvolver vasos sanguíneos no cérebro.

Venho acompanhando este paciente há um certo tempo, devido a problemas gastrointestinais – como intolerância à lactose e síndrome do intestino irritável.

Problemas como os de João são causados quando há desequilíbrio no sistema digestório. 

Também chamado de microbiota – no nosso organismo existem trilhões de bactérias responsáveis por nos ajudar a digerir os alimentos, produzir nutrientes e substâncias que influenciam em todo o corpo.

Um dos mais conhecidos desses metabólitos intestinais, chamado trimetilamina (TMA), se forma quando os micróbios intestinais se alimentam de colina – um nutriente encontrado na carne vermelha, peixes, aves e ovos. 

No fígado, o TMA é convertido em N-óxido de trimetilamina (TMAO), uma substância fortemente conectada com a formação de placa de obstrução arterial (aterosclerose). 

Um estudo de 2017 publicado no Journal of the American Heart Association pelo Dr. Manson e colegas reuniu descobertas de 19 estudos que examinaram a conexão entre os níveis de TMAO no sangue e problemas cardiovasculares graves (principalmente ataques cardíacos e derrames).

Pessoas com os altos níveis de TMAO tinham 62% mais chances de ter problemas cardiovasculares sérios do que aqueles com os níveis mais baixos. Também foram associados níveis elevados de TMAO a taxas de mortalidade mais altas.

Outro artigo de 2017 mostrou que as toxinas liberadas pelos micróbios intestinais podem influenciar até mesmo a pressão arterial (para bem ou para mal).

Não é novidade que venho abordando uma série de temas de saúde aqui com vocês envolvendo este sistema digestório, justamente por ele se relacionar com TODO O NOSSO ORGANISMO!

Existem medidas que podem ajudar e muito na prevenção de problemas cardiovasculares pela redução da produção de TMAO .

A simples redução de alimentos fonte de colina – como carnes e ovos (principalmente as processadas como presunto, salame, mortadela e similares) pode ajudar e muito! 

Sabemos que o ideal é individualizar a sua conduta nutricional com o profissional habilitado em nutrição, mas a verdade é que o brasileiro ingere carne demais. 

Portanto, vamos combinar uma porção diária de carne, ok? Não importando se é vermelha,  branca ou embutidos – que são realmente os grandes vilões.

E lembrando que além de diminuir a carne para que ela não te faça mal, é preciso ingerir vegetais…

Pois nossa microbiota tem uma DEMANDA DIÁRIA de até 500 gramas de vegetais (frutas e verduras somadas) para se manter em equilíbrio e permitir as eventuais “escapadinhas”. 

Seja responsável!

Até breve.


Ouça Esta Frequência Sonora Terapêutica

Estas frequências vibracionais estão ajudando pessoas comuns a fortalecer o sistema respiratório sem o uso de medicamentos, suplementos ou exercícios físicos.

Especialistas da saúde aconselham que toda a população se esforce em fortalecer suas defesas internas para enfrentar a pandemia de Coronavírus.

As frequências sonoras são totalmente seguras para o uso e causam efeito benéfico imediato em 86% dos pacientes desde a primeira sessão.

Agora você também pode usar esse método inovador aplicado nos melhores hospitais e clínicas do mundo sem sair de casa.

Ouça as frequências aqui

5 1 vote
Dê uma nota para este artigo
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários

Artigos recentes

Veja as publicações dos nossos especialistas