Perda De Memória Recente. Pode ser esse o motivo para a sua doença!

Hoje estou aqui para falar com você sobre inflamação. E explicar porque algumas dores “surgem do nada”! Então, descubra o que o está esperando no futuro, se você não der a devida atenção a isso…

Onde eu moro – na serra gaúcha, hoje está um dia chuvoso e gelado, e é bem comum nesses dias, as pessoas que têm tendência a algum problema reumático começarem a falar de dor.

Então, eu quero mostrar alternativas para você eliminar esse problema em sua vida rapidamente. 

Preciso começar dizendo que o processo inflamatório é vital para o nosso corpo, pois ele acontece para combater o agente que está invadindo nosso organismo e assim evitar danos ao nosso sistema imunológico. Ou seja, a inflamação é um sinal de que seu corpo está tentando se proteger.

Existem praticamente 2 tipos de inflamação: a inflamação aguda é aquela que aparece após uma picada de inseto, assim o processo inflamatório vem para restaurar a integridade daquele tecido. E como a mesma velocidade que a inflamação surge, ela desaparece.

Já o processo inflamatório crônico aparece “subitamente”, assim como o agudo, mas quando não é dada a devida atenção às causas dessa inflamação, ela acaba se perdurando de forma crônica e subclínica. 

Ou seja, algumas vezes ele nem aparece em exames convencionais. E a região do corpo fica inflamada por meses ou até anos. E com isso, muitas doenças podem surgir…

Eu costumo dizer que os processos inflamatórios são o berço de muitas doenças modernas. Mas como o assunto hoje é dor, vou recapitular…

O processo crônico subclínico muitas vezes acaba agredindo alguns tecidos, até chegar nas articulações. Por isso muitas dores nessas regiões advém dessas inflamações crônicas.

Muitas vezes, esse tipo de inflamação pode estar ocorrendo no seu corpo sem que você saiba, por isso é comum ouvir que a dor começa do nada…

Mas se você não tiver consciência do que está acontecendo e não tratar a causa – alguns sinais começam a aparecer, como perda de memória recente. 

Um dos causadores desse problema é o sistema gastrointestinal – órgãos responsáveis pela digestão. Quando esses órgãos não estão conseguindo absorver com qualidade ou não reconhecem o que está absorvendo, ele pode desenvolver um processo inflamatório. 

Tornando-se uma doença autoimune, como é o caso da artrite reumatóide. 

Então hoje, eu quero abordar esse assunto de uma forma clara. Pois eu vejo que atualmente o foco do mercado de saúde é na dor. 

É claro que a dor é importante… 

Ontem mesmo atendi uma paciente, que me trouxe alguns exames onde não mostravam nada que me desse um respaldo para as dores que ela estava queixando-se. Estas dores a incapacitavam para desempenhar sua função como empregada doméstica e até mesmo para dormir. 

E quando eu falei para ela que não precisávamos focar na dor – ela se levantou com intenção de ir embora! Pois já estava desacreditada de que o seu caso teria solução…

Então expliquei que o histórico de sua dor não iniciou hoje, e em um clima frio e úmido, como o que estamos enfrentando aqui em minha cidade – potencializa os sintomas. Mesmo assim, ela não se mostrou convencida.

A convidei a sentar novamente e… eu costumo dizer que eu não trato exames, eu trato pessoas, então ela demonstrou mais confiança.

Alguns problemas de saúde são causados por hábitos, até mesmo culturais… 

De modo geral, aqui no Brasil há uma ingestão baixa de magnésio. E uma ingestão muito alta de cálcio. Esse desequilíbrio entre cálcio e magnésio tende a não trazer uma boa saúde para as nossas articulações. 

Eu gosto de trabalhar equilibrando esses dois, indicando aos meus pacientes uma ingestão maior de magnésio por meio de suplementos ou dieta – como verduras verdes escuras.

Outro excelente anti-inflamatório é o Ômega 3, confesso até que sua principal função é essa, e não apenas melhorar a função cardiovascular e triglicérides. 

Mas nada disso adianta se não trabalharmos a função da permeabilidade do nosso intestino, que muitas vezes pode ser assintomática. 

Então, aqui vão minhas dicas para você.
Faça ingestão de:

  • Ômega 3 – 2 gramas por dia. O ômega 3 sendo purificado, livre de metais pesados. (Essa quantidade é indicada para adultos).
  • Magnésio – pode ser sob a forma de DIMALATO, ingerindo 260mg por dia.
  • Cúrcuma – pode ser adicionada em pó a alimentos ou a um shot matinal, espremendo um limão em uma colher de sobremesa e adicionando o pó de curcuma.

OBS: Se você usa medicamentos que possam afinar o sangue – NÃO SIGA ESSAS DICAS. Busque orientação profissional.

Abraço!


5 1 vote
Dê uma nota para este artigo
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários

Artigos recentes

Veja as publicações dos nossos especialistas