Você abriria mão da sua história de vida? Trocaria de lugar?

Com quem você trocaria de lugar?

Semana passada eu estava em uma mentoria (sim, eu contrato mentores para me ajudar) e me surpreendi com uma pergunta:

Se você pudesse escolher, com quem trocaria de lugar hoje no seu mercado de trabalho?

Bateu a dúvida. Todos os nomes que vinham a minha mente estavam em um momento melhor que o meu, faturam muito mais e tinham uma autoridade infinitamente superior.

Mas eu não queria trocar de lugar com nenhum. Nenhum nome desses me despertava desejo de “deixar de ser eu”.

Minha primeira resposta foi “Eu devo ter um ego muito forte, pois não trocaria com ninguém”.

Depois fiquei me questionando, será que eu estou “me achando” demais?

Parecia óbvio que seria algo normal desejar trocar de lugar com quem está aparentemente melhor em muitas áreas da vida. Mas eu não cogitei a possibilidade. E digo mais, sigo não cogitando.

E não é por “ego”, apesar de ele estar sempre envolvido nas decisões. É por orgulho da jornada.

…Os primeiros trabalhos, os primeiros amores, as realizações, as frustrações.

Eu entendo a dinâmica do processo e os motivos da pergunta, mas jamais trocaria a minha jornada por outra.

Talvez você esteja pensando… “Nossa, o Felix deve ter uma jornada exemplar”… Que nada!

Errei muito, magoei pessoas, tropecei, fiz dívidas, decepcionei. Tudo isso fez parte da jornada, e me deu algo que não se encontra em qualquer lugar: o aprendizado.

Acertando sempre, você não aprende nada, essa é a verdade.

E recursos? Todos temos. Infinitos. Estamos evoluindo, no nosso tempo, como deve ser.

Só o fato de você estar lendo esse texto já demonstra que está em busca de evolução. Fazendo o melhor que pode, com os recursos que tem, e isso é fantástico.

Resolvi trazer essa história por alguns motivos, mais precisamente por quatro lições que tirei dessa pergunta e acredito que farão sentido para você!

São elas:

1 – Devemos nos orgulhar da jornada. Erros todos cometemos, e o aprendizado se torna sabedoria quando nos faz mudar comportamento. Utilize seus erros com sabedoria;

2 – Se comparar com o outro é um equívoco. Pode inclusive gerar uma grande frustração, afinal, só existe frustração onde há expectativa. Devemos sim, nos comparar, mas com nós mesmos.

Hoje, estou melhor que ontem? A resposta é sim? Ótimo, esse é o caminho; Continue!

3 – Filtrar as informações é fundamental. Nem tudo que você vai aprender em um curso vai ser útil. Você não é obrigado a concordar com um professor, um mentor ou algo do tipo. Utilize seus filtros e a sua intuição para o que faz sentido para você;

4 – O ego sempre vai estar presente. Nesse caso, eu mantive a minha percepção inicial com convicção, mesmo assim me questionei – quanto de ego tem nessa convicção? 

Questione seu ego para se manter humilde. Humildade não é cabeça baixa e submissão. É saber que tem muita coisa que você não sabe, e estar atento a isso. Faz sentido? Seja você, com orgulho.

Um forte abraço.


Aumente em 10.000 vezes a atração dos seus desejos

Conheça a técnica metafísica que aumenta em 10.000 vezes a atração dos seus desejos.

Ela acessa sua mente subconsciente durante o sono e implanta atalhos mentais para manifestar dinheiro vivo em 24 horas.

Quero aumentar em 10.000 vezes a atração dos meus desejos!

3 1 vote
Dê uma nota para este artigo
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários

Artigos recentes

Veja as publicações dos nossos especialistas